GearBest enfrenta falência. Clientes podem não reaver encomendas e dinheiro

Site de vendas online de artigos electrónicos está encerrado há vários dias e clientes não conseguem contactar a empresa a propósito de encomendas pendentes.

Foto
Shenzhen, China JEROME FAVRE/EPA

A empresa que detém a GearBest, denominada Global Top E-Commerce (também conhecida como Globalegrow), enfrenta um processo de falência na China, depois de a sucursal do Banco Industrial e Comercial da China (BICC) em Nanshan, Shenzhen, ter apresentado um pedido de falência.

O site da GearBest, uma empresa de vendas online de artigos electrónicos e outros produtos de fabrico chinês, encontra-se encerrado há vários dias e os clientes correm o risco de não reaverem o dinheiro nem receberem as encomendas pelas quais já pagaram, avança o Jornal de Notícias.

Segundo o mesmo jornal, há vários relatos de pessoas que fizeram encomendas nas últimas semanas, algumas de centenas de euros, que agora não conseguem entrar em contacto com a empresa.

Em Junho, quando o processo deu entrada no Tribunal Provincial de Guangdong, a Global Top E-Commerce terá anunciado que não recebeu documentos oficiais do Tribunal Popular Intermédio de Shenzhen. Porém, a empresa admitiu que estava em curso a negociação de um acordo com a sucursal de Nanshan do BICC e que estava a tentar angariar novos financiamentos de empresas como a Xiaomi.