“O Michael Schumacher está vivo. Está diferente, mas está cá”

O documentário sobre Michael Schumacher já está disponível na Netflix. Dá uma dimensão humana ao grande campeão alemão e reforça a sua aura de um dos melhores de sempre na Fórmula 1, mas é um filme incompleto.

Foto
Corinna e Schumacher Eric Gaillard

“Havia tão pouca informação na altura que nem sabíamos o que pensar. E eu continuava a acreditar que ele não ia morrer.” Isto é Michael Schumacher em 1994, a reflectir sobre a morte de Ayrton Senna. “Disseram-nos que ele estava em coma, mas um coma pode ser muitas coisas, pode ser uma coisa que fica bem no dia seguinte ou uma coisa muita má.” É provavelmente o momento mais arrepiante do “Schumacher”, o documentário sobre o grande campeão alemão de Fórmula 1 que já está disponível na plataforma de streaming Netflix. Porque estamos a ouvir o Michael Schumacher do passado a falar sobre algo semelhante ao que lhe aconteceu em 2013.