Três anos depois começa julgamento de gestores dos colégios GPS acusados gastarem 30 milhões em carros, viagens e vinhos

Grupo chegou a receber 21 milhões de euros do Estado por 13 colégios com contratos de associação. Actualmente apenas tem seis colégios com contrato com o Estado e recebe sete milhões anuais.

Foto
Cada turma em Contrato de Associação é actualmente financiada em 80.500 euros Nuno Ferreira Santos

António Calvete, antigo deputado do PS, Manuel Madama, António Madama, Agostinho Ribeiro e Fernando Catarino, gestores arguidos no processo dos Colégios GPS e acusados por peculato, burla qualificada e falsificação de documentos começam esta quinta-feira a ser julgados no Juízo Central Criminal de Lisboa, no Campus da Justiça.