Chega atrai profissionais da política e dissidentes do CDS à CDU: oito casos

O Chega está a ser construído por amadores, mas também por profissionais da política. Alguns são dissidentes com décadas de militância noutros partidos. As decepções de oito candidatos ajudam a explicar o crescimento do partido.

Foto

Aqui vai um cliché: o que têm em comum os candidatos do Chega à presidência das câmaras municipais de Vila Real, Vila do Conde, Oliveira do Hospital, Cantanhede, Torres Vedras, Mafra, Sintra e Azambuja nas eleições autárquicas de Setembro?

Sugerir correcção
Ler 51 comentários