França espera há um ano por ajuda de Rui Pinto. Ministério Público não aprova colaboração

Em 2019, franceses foram até Budapeste e copiaram ficheiros do hacker sem conhecimento da Polícia Judiciária. Nas altas esferas do Ministério Público este comportamento é visto como muito reprovável. Denunciante é testemunha-chave em investigação de grande dimensão em França.

Foto
Rui Pinto esteve perto de ter protecção em França REUTERS/BALAZS HATLACZKI

As autoridades francesas (des)esperam há um ano pela ajuda de Rui Pinto nas investigações que têm por base os documentos pirateados pelo denunciante. Esta colaboração, pedida em Setembro do ano passado, tem de ser obrigatoriamente aprovada pelo Ministério Público, algo que não se verificou. O PÚBLICO apurou que a ausência de “luz verde” é uma retaliação contra os franceses, que copiaram os conteúdos dos discos rígidos de Rui Pinto em Budapeste à revelia dos investigadores portugueses em 2019.