Cem anos do Partido Comunista Chinês em quatro atos

O fulgurante crescimento económico da China abrandou. A paixão por ganhar dinheiro que animou os chineses nas últimas décadas tem vindo a esfriar-se. A legitimidade do poder do PCC assentava muito aqui: era a organização que tirava os chineses da pobreza. Xi Jinping parece perceber que há necessidade de nova fonte de legitimidade. Primeiro veio da “libertação” de 1949. Depois o milagre económico. O que se segue não é claro.

Foto
REUTERS/Carlos Barria

I. Nas montanhas e nas cavernas

Sugerir correcção
Ler 24 comentários