Uma rapariga no meio de um velório

Nós perdemos? Não. E a prova está nesta rapariga que encontrei com à vontade e desembaraço, a meio da nave da igreja, porque queria agradecer a Otelo.

A respeito do percurso político do Otelo Saraiva de Carvalho, há quem não goste dele simplesmente porque organizou e foi o elemento decisivo para o movimento que derrubou a ditadura, a qual defendiam e da qual beneficiavam. Há quem não goste alegando actos que lhe são atribuídos a partir dos anos 80 do século passado. E há quem não goste porque apoiou o movimento popular do chamado processo revolucionário. Arrisco dizer que aqueles que o rejeitam acumulam estas três perspectivas.