A Europa de Portugal ao Indo-Pacífico

Nenhuma outra recente presidência do Conselho, incluindo a alemã em 2020, foi capaz de reorientar a União Europeia para uma Ásia que não se esgotasse na China.

Escolher a Índia como prioridade externa da presidência portuguesa do Conselho Europeu não foi uma feliz coincidência. Lisboa leu corretamente o contexto geoestratégico e preparou-se bem no plano bilateral, com uma sucessão inédita de visitas, contactos e acordos desde 2017. António Costa tem hoje uma linha aberta com o seu congénere Narendra Modi, gozando de um capital político invejado por muitos outros líderes europeus.