MP tem menos magistrados em funções este ano apesar do aumento do quadro

Foram integrados mais 24 magistrados do que no mesmo período do ano passado, mas houve mais baixas, ausências prolongadas e comissões de serviço que fizeram aumentar o défice de pessoal, tendência que se tem vindo assim a agravar

Foto
Procuradora-geral da República, Lucilia Gago, numa reuniao do Conselho com os procuradores, em 2019. Nuno Ferreira Santos

O Ministério Público tem menos magistrados em funções este ano apesar do aumento de 24 lugares no quadro. Esta aparente discrepância deve-se ao facto de ter havido, em simultâneo, mais baixas, ausências prolongadas e comissões de serviço, segundo o relatório do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) que faz um balanço social do quadro estatístico de magistrados.