Governar em pandemia tem sido “duro”, mas Costa garante que Portugal vai ser o melhor a executar o PRR

Em Caminha, no discurso que encerrou o primeiro dia das jornadas dos socialistas, o secretário-geral do PS e primeiro-ministro foi destacando as conquistas do Governo, que não adoptou uma “resposta autoritária” perante a crise pandémica. Ferro Rodrigues frisou que o certificado digital COVID deve fazer a diferença “entre os que têm e os que não têm a vacinação”.

jornadas-parlamentares,politica,antonio-costa,servico-nacional-saude,ps,governo,
Fotogaleria
Jornadas parlamentares do PS decorrem nesta quinta e sexta-feira em Caminha LUSA/HUGO DELGADO
jornadas-parlamentares,politica,antonio-costa,servico-nacional-saude,ps,governo,
Fotogaleria
Jornadas parlamentares do PS decorrem nesta quinta e sexta-feira em Caminha LUSA/HUGO DELGADO

Nas jornadas parlamentares que anteciparam o debate sobre o estado da Nação, marcado para dia 21, António Costa afirmou nesta quinta-feira que “tem sido duro” governar perante o contexto pandémico. Mas o secretário-geral do PS logo assegurou que o “combate e dureza” não tiram ao Governo a “força” e o “ânimo”. No discurso que encerrou o primeiro dia das jornadas, que terminam nesta sexta-feira, em Caminha, António Costa recordou que, até à covid-19, o executivo vinha de uma legislatura em que “o país tinha recuperado a trajectória de convergência com a União Europeia, depois de uma década de divergência”.