Inês Lopes Gonçalves: “A rádio não precisa de tantos artifícios para acontecer”

Na televisão conduz o 5 para a Meia-Noite. Agora, regressa aos microfones da Renascença para se juntar às Três da Manhã.

Foto
A radialista iniciou o seu percurso profissional como jornalista na Rádio Renascença, em 2003 Joana Bourgard/RR

Dar entrevistas não é o seu forte, confidencia. Está mais habituada a estar do outro lado, a fazer as perguntas, quer na rádio, quer na televisão. A poucos dias de chegar aos 40 anos, Inês Lopes Gonçalves afirma-se tal e qual Fernando Pessoa: tem em si “todos os sonhos do mundo”. Sonhos esses que vai continuar a concretizar na Rádio Renascença. A animadora e apresentadora de televisão é a mais recente contratação da estação e junta-se às Três da Manhã, que, durante o Verão, passam a ser quatro.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários