Grande Rota da Ria de Aveiro tem mais dois percursos: quase 600km para explorar

Oito meses depois de ter sido inaugurado o primeiro trilho (azul), passam a estar, também, disponíveis os percursos dourado e verde com 234 e 194 quilómetros, respectivamente. “um território fantástico, que disponibiliza a fruição de valores ambientais, paisagísticos e culturais do mais notável que o país tem”

camara-aveiro,bicicletas,fugas,aveiro,turismo,ambiente,
Fotogaleria
Percurso Azul: Rio Novo do Príncipe Grande Rota da Ria
camara-aveiro,bicicletas,fugas,aveiro,turismo,ambiente,
Fotogaleria
Percurso Azul Grande Rota da Ria
camara-aveiro,bicicletas,fugas,aveiro,turismo,ambiente,
Fotogaleria
Percurso Azul Grande Rota da Ria
Lagoa de Aveiro
Fotogaleria
Percurso Dourado: Cais da Béstida,Percurso Dourado: Cais da Béstida Grande Rota da Ria,Grande Rota da Ria
camara-aveiro,bicicletas,fugas,aveiro,turismo,ambiente,
Fotogaleria
Percurso Dourado Grande Rota da Ria

Haja força nas pernas e tempo disponível que propostas de passeios é coisa que não falta, agora, na região de Aveiro. A Grande Rota da Ria acaba de ganhar mais dois percursos – foram inaugurados este sábado – e conta, agora, com uma extensão total de quase 600 quilómetros. Ao contrário do primeiro trilho, que envolve apenas a ria e os seus principais canais, os novos percursos expandem-se para os territórios mais a interior da região. Fica, assim, completo aquele que é o mais recente produto turístico de Aveiro.

No percurso dourado (GR58), os amantes dos passeios a pé ou de bicicleta têm 234 quilómetros para explorar, ao longo de paisagens e ecossistemas que vão do mar e da ria às serras e ao vale do Vouga, onde se escondem algumas das mais cénicas cascatas do país. Especialmente recomendado para o cicloturismo, este percurso faz ligação com o Caminho do Atlântico (GR11-E9).

Já o percurso verde (GR 59) é o que mais se afasta da ria de Aveiro ao longo do seu traçado de cerca de 194 quilómetros. Parte da área lagunar em direcção aos vales do Vouga e do Alfusqueiro, e à Bairrada vinhateira.

Propostas que vêm complementar o percurso azul, de 130 quilómetros, inaugurado em Outubro do ano passado e já testado pela Fugas numa aventura de bicicleta. Um trilho que é “cada vez mais procurado”, afiança Ribau Esteves, presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), confiante de que essa tendência seja para continuar. “Em Portugal, e no mundo, esta é uma área em crescimento. Há muitos pedestrianistas que querem ir aos territórios para fazer uma grande rota, criando um currículo de grandes rotas percorridas”, sustenta.

Completado o puzzle dos três trilhos de longa distância à volta da ria, a região procura atrair mais visitantes ao seu território, sem esquecer os “400 mil habitantes da região”, que são desafiados “a conhecer melhor o seu território, percorrendo muitos sítios por onde muitos, provavelmente, nunca passaram na vida”, realça Ribau Esteves. À espera de todos, locais e turistas, está “um território fantástico, que disponibiliza a fruição de valores ambientais, paisagísticos e culturais do mais notável que o país tem”, frisa.

Aqueles que quiserem lançar-se na aventura podem consultar os mapas de cada um dos percursos no site da Grande Rota da Ria de Aveiro. São ainda apontadas sugestões de locais a visitar, bem como uma proposta de divisão de cada um dos percursos em várias etapas.