“O SEF é um serviço absolutamente indispensável à segurança interna”

A procuradora Helena Fazenda, que muito antes de ser secretária-geral do Sistema de Segurança Interna foi directora adjunta do SEF, fala da anunciada extinção do organismo que controla as fronteiras. E reflecte sobre a disputa da segurança das vacinas entre a PSP e a GNR em Évora e resume a sua actuação depois de saber do roubo de material militar, em Tancos.

Foto

Leia aqui a primeira parte da entrevista a Helena Fazenda: “Vale a pena reformar as polícias quando somos o quarto país mais seguro do mundo?”