O milagre da economia sem política

Na sequência da polémica suscitada em torno da intervenção de Nuno Palma na reunião do Movimento Europa Liberdade (MEL), o historiador Fernando Rosas rebate as teses do professor da Universidade de Manchester na área da História Económica.

Foto
Da esquerda para a direita, cardeal Cerejeira, António de Oliveira Salazar, Costa Leite, ministro das Finanças, e Duarte Pacheco, ministro das Obras Públicas DR

Considero ser um exercício com utilidade pedagógica discutir a substância da intervenção do economista Nuno Palma na reunião do Movimento Europa Liberdade (MEL) ocorrida há dias. Para o dizer com franqueza, não por ser um oásis no deserto de ideias que marcou o restrito encontro das direitas, mas porque creio que lhe subjaz uma abordagem geral à história económica e política do Estado Novo merecedora de análise.