Mural da História, um livro de princesas com morais reescritas

As protagonistas de Rapunzel, Carochinha e Gata Borralheira tomaram um rumo diferente da versão original. Mural da História, de Carolina Caldeira e Raquel Marques, é a reinvenção das histórias mais conhecidas do público infantil à luz da actualidade.

Foto
Mural da História

As histórias mais tradicionais e mais conhecidas da nossa infância encontram-se abordadas e reescritas à luz dos tempos actuais. Mural da História, livro da autoria de Carolina Caldeira com ilustrações de Raquel Marques e edição da Cadmus, é junta-se às artes visuais, psicologia e didáctica. Em 2019, Carolina Caldeira trabalhou como baby-sitter. Ao tomar conta de uma criança de ano e meio, os seus dias centravam-se no universo infantil de brincar ou contar histórias. Ao lado da casa da menina “havia uma parede em bico [ou assim parecia], com uma janela de onde caíam umas folhas, do género de uma hera”, conta Carolina. A casa recordou-a da história da Rapunzel, uma rapariga de longos cabelos loiros, aprisionada numa torre pela bruxa vingativa, até um príncipe a salvar.

Ao pensar em toda a narrativa, a autora de Mural da História decidiu reescrever as histórias mais tradicionais e conhecidas: RapunzelCarochinhaGata Borralheira e A Princesa e a Ervilha. São histórias cujas morais se encontram alteradas e onde as protagonistas têm objectivos de vida próprios e lutam para os conseguir. “É um livro feminista, na medida em que as personagens não são inactivas, têm vontade própria”, esclarece Carolina Caldeira ao P3. São mais empoderadas e menos passivas.

Foto

As ilustrações do Mural da História são de Raquel Marques. “A ilustração, de certa forma, torna a escrita mais real, mais palpável e mais figurativa. A ilustração traz à vida a história da Carolina”, explica a ilustradora.

​Em todas as histórias de princesas (ou na sua grande maioria), as protagonistas são representadas com as mesmas características: loiras, de pele mais clara e de olhos azuis e isso já não é inclusivo. Por isso, Raquel optou por ilustrações a preto e branco, “para as crianças preencherem com as cores que quiserem”, esclarece a autora.

Além de reescrever as morais de várias histórias infantis, a autora do projecto Mural da História vai explorar a história da Rapunzel numa intervenção urbana, um mural na Escola Básica do Monte/Livramento, no Funchal.

Texto editado por Ana Maria Henriques