Testes obrigatórios em festas familiares? Pode desagradar, mas “não há alternativa”

Especialistas de diferentes áreas concordam com a necessidade de tornar obrigatórios testes para eventos culturais, desportivos, casamentos e baptizados, a partir de um determinado número de participantes. Há quem defenda até que “já vem tarde”

Foto
DGS deverá definir o número de convidados a partir do qual o teste tem de ser apresentado Miguel Manso

Não será do agrado de todos e as pessoas “podem sentir-se invadidas”, mas não há alternativa, dizem três especialistas ouvidos pelo PÚBLICO. O acesso a eventos desportivos, culturais e familiares, como casamentos e baptizados, vai estar dependente da realização de um teste à covid-19, sempre que estes ultrapassem determinada dimensão. O limite vai ser estabelecido pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), anunciou ontem a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva.