Acordo inédito em Israel abre a porta para Governo da “coligação de mudança”

Ao mesmo tempo que eram anunciadas as últimas assinaturas no acordo para o primeiro executivo sem Benjamin Netanyahu em 12 anos, surgiam dúvidas sobre se a coligação conseguirá apoio parlamentar.

Foto
Naftali Bennett e Yair Lapid no Parlamento RONEN ZVULUN/EPA

Um acordo único na história de Israel foi assinado, esta terça-feira, pelos líderes de oito partidos de quase todo o espectro político. A proposta de coligação negociada pelo líder da oposição, Yair Lapid, está, no entanto, sujeita a aprovação do Knesset (Parlamento), e mal se soube que estavam a ser conseguidas as assinaturas que faltavam, surgiu também a notícia de mais um deputado que iria votar contra, deixando o bloco com apenas 60 deputados em 120, ou seja, sem uma maioria.