Uma recordação de infância

História de um interdito familiar e peregrinação pela memória pessoal e histórica.

Foto
Ulf Andersen/Getty Images

Depois de O Anjo Literário, que a Cavalo de Ferro publicou em 2008, o guatemalteco Eduardo Halfon (n. 1971) regressa ao convívio dos leitores portugueses, em português, com o seu penúltimo livro. Um tão grande intervalo temporal a separar a publicação das duas obras referidas é surpreendente, pois publicou, entretanto, várias outras e recebeu muitos prémios e muitos elogios. Mas surpreende, sobretudo, porque a sua escrita tem certas características calvinianas que a recomendam para o corrente milénio. Nomeadamente: leveza, brevidade e clareza.

Sugerir correcção
Comentar