Câmara do Porto gastou 15 vezes menos do que Lisboa na pandemia

Durante o ano de 2020, os esforços financeiros das autarquias para combater o impacto da covid-19 foram díspares. Quando comparado com outros, o baixo esforço financeiro do município do Porto salta à vista, justificando-se com o facto de o Estado já apoiar a população, e assim não haver necessidade de mais reforço.

Foto
Tiago Lopes

A pandemia chegou de surpresa e obrigou os municípios de todo o país a reavaliar recursos e a fazer esforços orçamentais para poder responder às necessidades de uma população mais debilitada economicamente e a precisar de novas respostas, sobretudo a nível de reorganização espacial e sanitária. No entanto, o investimento para combater o impacto da covid-19 foi muito díspar, com o Porto a destacar-se pelo baixo esforço financeiro, quando comparado com outros municípios com orçamento até inferiores ao seu.