Nova decisão do Supremo Tribunal brasileiro deixa Lula mais distante de poder vir a ser condenado novamente

Supremo Tribunal formou maioria no sentido de considerar que Sergio Moro agiu com parcialidade na condução do processo do triplex. Reunião não terminou depois de uma discussão acalorada entre dois ministros do Supremo.

Foto
STF deu mais uma vitória a Lula da Silva, cada vez mais longe de poder vir a ser condenado novamente Fernando Bizerra Jr. / EPA

Em mais uma derrota para a Operação Lava Jato, o Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria nesta quinta-feira para confirmar a decisão da Segunda Turma que declarou o ex-juiz Sergio Moro parcial na condução do processo do Tríplex de Guarujá, que levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à prisão por 580 dias. Sete dos 11 ministros (juízes) votaram nesse sentido, enquanto dois divergiram.