Natalidade em queda: no primeiro trimestre deste ano nasceram quase menos três mil bebés

Menos mulheres em idade fértil. Menos imigrantes, que em 2019 contribuíram com 12% dos nascimentos. Soma-se a isto o aumento do desemprego e obtêm-se os ingredientes para um novo e profundo recuo na natalidade em Portugal, segundo os especialistas.

Foto
A instabilidade laboral que se adivinha deverá fazer recuar irremediavelmente a natalidade Nelson Garrido (arquivo)

Sem surpresas, a natalidade começou a descer a pique em Portugal. Nos primeiros três meses deste ano, nasceram apenas 18.226 bebés, segundo os “dados do teste do pezinho”, divulgados pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa), no âmbito do Programa de Rastreio Neonatal. São menos 2898 bebés do que em igual período do ano passado, cujo primeiro trimestre evidenciara já também uma ligeira descida comparativamente com o período homólogo do ano anterior.