Portugal é o terceiro país europeu que mais captura tubarões e raias. Como proteger os “guardiões dos oceanos”?

Relatório da Associação Natureza Portugal diz que há uma “protecção inadequada” das 117 espécies de tubarões, raias e quimeras existentes no mar português. Autores urgem governos, pescadores e consumidores a mudar comportamentos.

Foto
Tubarão fotografado nas Filipinas David Loh/Reuters

A pesca excessiva e as elevadas capturas acidentais estão a ameaçar a sobrevivência dos tubarões e das raias e a causar o declínio de muitas populações. A crise que os “guardiões dos oceanos” enfrentam não está a acontecer só em águas internacionais. Portugal é o terceiro país a nível europeu e o 12.º a nível mundial que mais captura estas espécies — estima-se que cheguem a ser pescados cerca de 1,5 milhões de animais por ano.