Procriação assistida: Banco Público de Gâmetas recebeu oito doações de óvulos, centros privados 828

Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida sugere que o SNS possa protocolar com os centros privados a utilização de gâmetas doadas para assegurar uma resposta mais rápida a quem precisa de material doado.

Foto
Nuno Ferreira Santos

Dos oito aos 828. É esta a diferença entre as doações de ovócitos realizadas no ano passado ao Banco Público de Gâmetas e aos centros privados de procriação medicamente assistida (PMA). Os dados ainda são provisórios, mas foram relevados pela presidente do Conselho Nacional de PMA para “ilustrar” as dificuldades que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) tem em responder às pessoas que precisam de material doado para os tratamentos de fertilidade.