O uso das máscaras está a atrasar o desenvolvimento dos bebés? Especialistas receiam que sim

A recomendação para se adoptarem máscaras transparentes nas creches e pré-escolar é uma das sugestões dos especialistas, numa altura em que alguns estudos sugerem que estão a verificar-se atrasos no desenvolvimento cognitivo e motor nas crianças mais pequenas cuja aprendizagem se baseia em grande parte na leitura do rosto dos adultos

Foto
Para alguns especialistas, a DGS devia recomendar o uso de máscaras transparentes nas creches e no pré-escolar Paulo Pimenta (arquivo)

Alguns bebés não estão a atingir os marcos de desenvolvimento esperados por causa do impacto negativo decorrente do uso da máscara por parte dos cuidadores, nomeadamente nas creches e nos berçários, onde passam muitas horas. “Os bebés, que grosso modo nascem com 25% do cérebro desenvolvido, fazem um milhão de sinapses por segundo no primeiro ano de vida. É um ritmo alucinante, que depende muito da interacção com os adultos de referência. Ora, se passam a maior parte das horas do dia com adultos que usam máscaras que lhes escondem o rosto, é como se os bebés ficassem privados de parte da informação, e o seu desenvolvimento de base é necessariamente afectado”, alerta a psicóloga do desenvolvimento Clementina Almeida.