Em Ílhavo, esta bela-sombra marcou várias gerações no bairro da Vista Alegre

“É uma árvore grandiosa, fascinante”. Pode haver dúvidas quanto à sua idade, mas o certo é que quem olha para ela em Ílhavo tem “a sensação de serem várias árvores dentro da mesma árvore”.

vista-alegre,ilhavo,fugas,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,
Fotogaleria
Adriano Miranda
vista-alegre,ilhavo,fugas,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,
Fotogaleria
Adriano Miranda
vista-alegre,ilhavo,fugas,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,
Fotogaleria
Adriano Miranda
vista-alegre,ilhavo,fugas,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,
Fotogaleria
Adriano Miranda

É impossível separar a vida de Duarte José do lugar e da fábrica da Vista Alegre. Foi ali que nasceu, há 60 anos, no seio de uma família de operários da empresa fundada por José Ferreira Pinto Basto. Pais, avós, todos ali fizeram carreira e Duarte José acabou por seguir-lhes os passos. Trabalha na empresa há 40 anos e não ousa trocar o bairro da Vista Alegre, em Ílhavo, por nenhum outro. Vive na casa onde nasceu, na Rua João Theodoro, conhecida por muitos por causa do belo exemplar da espécie Phytolacca dioica que nela habita. Uma imponente bela-sombra que ainda no ano passado esteve entre as finalistas ao concurso de Árvore do Ano e que Duarte José conhece como muito poucos.