Onde estão os DJ e artistas da noite? Depois do medo, descobriram novas paixões

As luzes coloridas das discotecas e bares apagaram-se há um ano. Para os DJ que conduziam a noite e os artistas que dominavam o palco, o trabalho desapareceu de forma brusca, sem apoios, sem teletrabalho, sem um plano B. Começaram do zero, descobriram novas paixões, mas não esquecem as saudades da vida “social e boémia” da noite.

noite,vicios,p3,musica,braga,lisboa,
Fotogaleria
Inês Monstro, à porta do bar Tokyo, na Rua Cor-de-Rosa do Cais do Sodré, em Lisboa. Rui Gaudêncio
noite,vicios,p3,musica,braga,lisboa,
Fotogaleria
Diogo Lima, também conhecido como DJ Khabal. Rui Gaudêncio
noite,vicios,p3,musica,braga,lisboa,
Fotogaleria
Telma Correia, ou DJ Telma. Nuno Ferreira Santos

Quem frequentava os bares e discotecas da noite de Lisboa conhece-o pelos sets no Lux, no Damas, no Musicbox, onde, nos pratos da mesa de DJ, cozinhava a noite na pista de dança. Diogo Lima, ou DJ Khabal, já saltava entre os clubs e a cozinha, uma paixão antiga, cultivada por uma mãe cozinheira e uma avó alentejana. Em Novembro de 2020, criou a Yikes, a sua marca de picantes.