Cinco séries que o vão fazer rir neste fim-de-semana

Dadas as dificuldades inerentes ao momento que vivemos, é fundamental encontrar “bolhas de oxigénio” para enfrentar o dia-a-dia. Desta vez, queremos tirá-lo do sério com algumas das personagens mais carismáticas da internet.

Foto
Fleabag

Fleabag

Amazon Prime Video
A criação da britânica Phoebe Waller-Bridge (também responsável por Killing Eve) começou por ser uma peça escrita, interpretada e posta em cena por ela em 2013, no festival Fringe de Edimburgo (Escócia). Em 2016, a personagem chegou à BBC3 numa série de humor negro novamente escrita e protagonizada pela própria. Fleabag é uma londrina atolada em frustrações emocionais, sexuais e profissionais, que gere como pode a morte da mãe e da melhor amiga. Mas parece que, quanto mais se esforça por descomplicar a sua vida, piores as coisas se tornam. Para além dos constantes envolvimentos românticos fracassados, há ainda Claire (Sian Clifford), a sua irritantemente bem-sucedida irmã, o desprendido pai (Bill Paterson) e a madrinha quase a tornar-se madrasta (Olivia Colman), com quem tem uma relação particularmente atribulada. Pela primeira temporada, Waller-Bridge ganhou o British Academy Television Award de melhor performance de comédia feminina. A segunda temporada recebeu 11 nomeações nos Emmys, arrecadando seis, entre eles melhor série de comédia, actriz, argumento e realização. Em 2020, recebeu também os Globos de Ouro de melhor série de televisão e melhor actriz (novamente Waller-Bridge), e uma nomeação para Andrew Scott. Por causa de Fleabag, Phoebe Waller-Bridge tornou-se um verdadeiro fenómeno – estando já prometida uma versão televisiva de Mr. and Mrs. Smith com ela e Donald Glover nos principais papéis.
 

Calma, Larry

HBO
Larry David, co-criador e produtor executivo de Seinfeld, produz, escreve e protagoniza esta paródia, que nada mais é do que retrato desconcertante e misantropo da sua própria personalidade e existência. Maníaco, hipocondríaco e irritadiço, Larry passa o tempo em desacordo com todos os que se atravessam no seu caminho. Tudo isso vai dar origem a um sem-número de peripécias vividas com outras personagens, interpretadas por um elenco fixo constituído por Ted Danson, J.B. Smoove, Jeff Garlin, Cheryl Hines e Susie Essman, e muitos convidados especiais que vão entrando e saindo do set ao longo de toda a série, como Michael J. Fox, Mel Brooks, Ben Stiller, Alanis Morissette, Dustin Hoffman, Ricky Gervais, Rob Reiner, Steve Coogan ou Martin Scorsese. A HBO tem agora disponíveis as primeiras dez temporadas, com a estreia da 11.ª anunciada ainda para este ano.
 

Ted Lasso

Apple TV+
Ted Lasso (Jason Sudeikis, de “Saturday Night Live”), a personagem-título, ganhou vida depois de ter surgido em vários anúncios publicitários da NBC Sports, que se tornaram um grande sucesso. Aqui, o espectador segue o percurso de Ted, um treinador de futebol americano que se vê em apuros quando é contratado por uma equipa inglesa para treinar futebol… europeu. Apesar da fama conquistada nos EUA e das suas inegáveis boas intenções, a verdade é que ele não percebe absolutamente nada da modalidade que aceitou treinar. Mas isso não o vai impedir de fazer aquilo em que é especialista: transformar cada um dos jogadores na melhor versão de si próprio. Ted Lasso está nomeado para dois Globos de Ouro – melhor série de comédia e melhor actor numa série de comédia (Sudeikis). No caso de se tornar fã, saiba que a segunda temporada já está a ser rodada e a terceira foi também confirmada.

The Marvelous Mrs. Maisel

Amazon Prime Video
A viver em Manhattan durante a década de 1950, Miriam “Midge” Maisel tem uma vida quase perfeita: uma bela casa, um marido (aparentemente) dedicado e dois filhos adoráveis. Mas tudo cai por terra quando o marido decide deixá-la. Ainda em choque, Midge acaba a noite a afogar as mágoas no The Gaslight Café. Ali, já bastante embriagada, sobe ao palco e começa a narrar a sua desgraça. Mas a forma cómica como o faz vai conquistar o “público”, que se diverte com as suas desgraças, e despertar o interesse de Susie Myerson, uma agente de “stand-up”. E a sua vida nunca mais será a mesma. Criada por Amy Sherman-Palladino (também responsável por “Gilmore Girls") teve a primeira temporada lançada em Novembro de 2017. Nos dois anos seguintes, The Marvelous Mrs. Maisel arrecadou os Globo de Ouro nas categorias de comédia: melhor série e actriz (Rachel Brosnahan). A aceitação do público e crítica fez com que fosse renovada para uma terceira temporada em Dezembro de 2019. Uma quarta está prevista para 2021.

Dead to me

Netflix
Uma comédia negra criada por Liz Feldman sobre as desventuras de Jen (Christina Applegate, nomeada para um Globo de Ouro), que ficou viúva após o marido ter sido vítima de um atropelamento e fuga. Para além do desgosto de ter perdido o grande amor da sua vida (ou assim ela pensava), vê-se assoberbada com a responsabilidade de cuidar sozinha dos dois filhos e dar a volta à sua vida desfeita. Mas o maior problema de Jen tem a ver com a gestão de raiva, o que a leva a procurar ajuda num grupo de apoio de pessoas em luto. É lá que conhece a excêntrica Judy (Linda Cardellini), em tudo diferente de si mas que se transformará na sua melhor amiga. Apesar do seu ar pacífico, tem alguns segredos por revelar. Já com duas temporadas disponíveis na Netflix, tem uma terceira anunciada.