OMS: distribuição desigual das vacinas contra a covid é uma "catástrofe moral"

“Apelo a todos os países para que, nos primeiros cem dias deste ano, a vacinação dos trabalhadores da saúde e das pessoas mais velhas possa iniciar-se em todos os países”, pediu o director-geral da Organização Mundial da Saúde.

Enquanto os países mais ricos já compraram mais doses de vacinas do que o número de habitantes na Terra, os países mais pobres poderão ficar sem vacinas contra a covid-19 até 2024. Esta possibilidade foi criticada pelo director-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros Ghebreyesus, na abertura da 148.ª reunião do conselho executivo desta agência das Nações Unidas.

“Está certo que todos os governos querem dar prioridade a vacinar os seus trabalhadores na área da saúde e as pessoas mais velhas, mas não está certo que os adultos mais jovens e saudáveis de países mais ricos sejam vacinados antes dos trabalhadores do sector da saúde e pessoas idosas dos países mais pobres”, criticou Tedros Ghebreyesus.

Sugerir correcção