Pior dia da pandemia em Portugal: máximos diários de mortes, casos e internamentos

O país registou mais 10.176 casos, um valor que ultrapassa os 10.027 de quarta-feira. Morreram 118 pessoas infectadas com o novo coronavírus e estão nesta altura internadas 3451 doentes, 536 em unidades de cuidados intensivos. Há 98.938 casos activos em Portugal, também um recorde.

Portugal tem 10.176 novos casos de infecção pelo SARS-CoV-2, um novo máximo diário de casos que suplanta os 10.027 divulgados no boletim de quarta-feira. O relatório de situação da Direcção-Geral da Saúde (DGS) desta sexta-feira dá conta de mais 118 mortes por covid-19 durante o dia de quinta-feira, também um máximo diário neste indicador que ultrapassa as 98 mortes verificadas a 13 de Dezembro. O país soma 7590 mortes e 466.709 casos desde o início da pandemia.

Dos 10.176 casos registados, Lisboa e Vale do Tejo foi a região com mais infecções identificadas, com 4291 – um novo máximo da região. Seguem-se o Norte, com 2969 casos; o Centro com 1963 novas infecções (também um recorde), o Alentejo com 433 casos; o Algarve com 400 infecções; a Madeira com 65 casos; e os Açores com 55.

Os últimos três dias foram os piores da pandemia em Portugal: depois de 10.027 casos na quarta-feira, foram reportados mais 9927 nesta quinta-feira. O número de casos diários tinha vindo a aumentar desde 26 de Dezembro. Depois de se registarem 7627 novos casos, houve uma quebra no primeiro dia do ano, com 3241 casos confirmados e, desde então, o número de novos casos tem continuado a aumentar.

O relatório de situação actualizado indica que há 3451 pessoas internadas, mais 118 do que no dia anterior, sendo que há também mais 22 que estão nos cuidados intensivos (536). Nunca houve tantas pessoas hospitalizadas em Portugal com covid-19, sendo que o número de infectados em unidades de cuidados intensivos iguala um máximo registado a 29 de Novembro.

Há mais 4480 pessoas recuperadas, aumentando o total de recuperações no país para 360.181. Excluindo estes casos e os óbitos, há mais 5578 casos activos em Portugal, para um máximo desde o início da pandemia de 98.938.

Assim como nos novos casos, Lisboa e Vale do Tejo e o Norte somam a maior parte das mortes, com 44 e 34, respectivamente. Há ainda registadas mais 26 mortes no Centro, 9 no Alentejo, três no Algarve e duas na Madeira.

O Norte é a região mais afectada desde o início da pandemia, com 3407 mortes em 228.926 casos. Lisboa e Vale do Tejo é a região seguinte, com 2645 mortes e 152.634 infecções identificadas.

Segue-se a região Centro, com 1119 mortes e 57.486 casos; o Alentejo, com 297 óbitos e 13.822 infecções; o Algarve, com 82 vítimas mortais e 9584 casos de infecção; os Açores, com 2287 casos notificados e 22 mortes; e a Madeira, com 18 mortes e 1970 infecções.