O “quase golpe de Estado”

O balanço destes dias é negativo para Trump e ameaça enfraquecer o seu controlo sobre o Partido Republicano. Continuará, no entanto, a dispor de uma forte base de apoio: 45% dos seus eleitores dizem aprovar a invasão do Capitólio.

O dia 6 de Janeiro ficará duplamente assinalado na História política americana. De madrugada, na Geórgia, confirmava-se que os democratas elegiam dois senadores, arrancando aos republicanos a maioria no Senado. O Partido Democrata acumula a Presidência com as duas câmaras legislativas. Ao fim da tarde, foi a invasão do Capitólio, em Washington, facto inédito na história americana: o uso de violência no Congresso, a culminar uma manifestação convocada pelo próprio Presidente Donald Trump, a fim de pressionar o Congresso a falsificar o resultado das eleições de 3 de Novembro. Estes acontecimentos abrem novas perspectivas a Joe Biden e suscitam interrogações sobre o futuro político de Trump.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários