Os :PAPERCUTZ e um álbum com mundo que renasceu durante a pandemia

King Ruiner saiu em Março e já foi apresentado no Japão antes de seguir numa digressão internacional que passava pela China. A pandemia não deixou e a banda chamou reforços para furar palcos e editar uma versão deluxe, que conta com Octa Push, Throes + The Shine, Scúru Fitchádu, FARWARMTH, IVVVO, Ondness e PEDRO.

Foto
Nelson Garrido

Em Março, depois de um ano a maturar temas para o terceiro álbum de originais de :PAPERCUTZ, Bruno Miguel, a mente criativa por trás do projecto, acabava de fazer uma digressão de três semanas no Japão para apresentar King Ruiner, editado no mesmo mês. Dali seguiria para a China e para alguns concertos em Taiwan, no arranque daquela que seria uma longa tourneé com passagem pela Europa e pelos EUA.

Sugerir correcção
Comentar