Yolanda Díaz: “Adaptação da jornada de trabalho aumenta a produtividade”

Ministra do Trabalho de Espanha defende subida do salário mínimo do seu país, acima dos actuais 950 euros. Acusa o patronato de discurso catastrófico, não confirmado pela realidade.

Foto
RUI GAUDÊNCIO

Numa visita relâmpago a Lisboa, de menos de 24 horas, a ministra do Trabalho e da Economia Social de Espanha, subscreveu com a sua homóloga portuguesa uma declaração de intenções para, em três meses, fundear as bases do futuro Estatuto do Trabalhador Transfronteiriço. Oriunda das Unidas Podemos, define a precariedade como o tema a vencer na Europa. Ao PÚBLICO, Yolanda Díaz garantiu que existe lealdade no seio do executivo de Espanha e proclama que a adaptação da jornada de trabalho às necessidades de quem trabalha aumenta a produtividade.

Sugerir correcção
Comentar