Lídia Pereira e a recuperação verde europeia: “Temos que ser pragmáticos e ambiciosos”

Neste episódio do podcast Agenda Europa, conversamos com a eurodeputada Lídia Pereira, eleita pelo PSD, sobre o equilíbrio entre crescimento e sustentabilidade no contexto da “recuperação verde” da crise causada pela pandemia.

Na semana passada, os chefes de Estado e governo da União Europeia chegaram a um acordo: até 2030, é preciso reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em pelo menos 55%, um valor em linha com a proposta da Comissão Europeia. Só que em Outubro, quando aprovou o mandato de negociações sobre a Lei do Clima, o Parlamento Europeu pedia mais: 60%

Mas mesmo no hemiciclo europeu as negociações não foram fáceis, como conta a eurodeputada do PSD, membro da comissão de Assuntos Económicos e Financeiros e também da comissão do Ambiente, da Saúde Pública e da Segurança Alimentar. “Não andamos a vender ilusões”, sublinha, defendendo metas que considera realistas. “Temos que ser pragmáticos e ambiciosos.”

A cada episódio do Agenda Europa, escutamos jovens sobre o que esperam ver no topo da agenda europeia. Esta semana, ouvimos Mariana Riquito, que coloca o foco na justiça climática. “Chegar ao ano de 2050 sem emitir carbono é uma meta tragicamente pouco ambiciosa”, considera a investigadora do Centro de Estudos Sociais e uma das fundadoras do colectivo Mundus. “Outro mundo é possível e é, aliás, urgentemente necessário.”

Subscreva o Agenda Europa na Apple Podcasts, Spotify, SoundCloud ou outras aplicações para podcasts.

Conheça os podcasts do PÚBLICO em publico.pt/podcasts.

Este programa tem o apoio do Parlamento Europeu.