Como Elsa deu a volta ao nazi

É uma farsa, à primeira impressão, assim sem pensar muito, pois apesar de ser uma peça com nazis há nela uma certa leveza e considerável número de acontecimentos rocambolescos.

judeus,artistas-unidos,critica,holocausto,teatro,culturaipsilon,
Fotogaleria
Actores Pedro Carraca e Antónia Terrinha, filho e mãe em "A Coragem da Minha Mãe" jorge gonçalves
judeus,artistas-unidos,critica,holocausto,teatro,culturaipsilon,
Fotogaleria
Hélder Braz no papel de oficial nazi jorge gonçalves

Desculpe-se o lugar-comum s.f.f. e diga-se que as coisas podem correr bem mesmo nos piores momentos. É verdade que um dia estamos descansados da vida a pensar onde gastar o subsídio de férias e no outro entrincheirados em casa cercados por vírus, é. Contudo, já com Elsa Tabori não foi bem assim. Embora rodeada por uma outra variedade de vírus menos subtis na sua violência e mortalidade, uma manhã saiu para um jogo de cartas, foi presa, despachada para Auschwitz, protestou, e, contra todas as expectativas para um judia, nem chegou a sair da Hungria e deu por si no comboio de volta a Budapeste, onde finalmente jogou “rommé” com a irmã.