Suspensão de Corbyn deixa Partido Trabalhista à beira de uma “guerra civil”

Starmer defende “decisão acertada, mas muito difícil” e quer evitar conflito aberto dentro do Labour por causa das denúncias de anti-semitismo. Ala esquerda do partido e principais sindicatos falam em “injustiça grave” contra o antigo líder.

keir-starmer,partido-trabalhista,jeremy-corbyn,mundo,reino-unido,europa,
Foto
Jeremy Corbyn foi suspenso Labour e desfiliado do grupo parlamentar trabalhista na Câmara dos Comuns Reuters/PETER NICHOLLS

“Guerra civil”. Foi a expressão mais repetida nas manchetes dos principais jornais britânicos nesta sexta-feira para descreverem o ponto de situação no Partido Trabalhista, na ressaca da decisão drástica da direcção de Keir Starmer de suspender a filiação do antigo líder e deputado desde 1983, Jeremy Corbyn, que recusou as conclusões críticas de um relatório sobre a sua gestão das denúncias de anti-semitismo no Labour.