Milhares de polacos desafiam Governo e protestam há vários dias contra proibição do aborto

Para sexta-feira está agendada uma grande marcha em Varsóvia. Primeiro-ministro polaco acusa manifestantes de “vandalismo” e relaciona os protestos com o aumento de casos de coronavírus na Polónia. Extrema-direita envolve-se em contramanifestações e promete proteger igrejas.

extremadireita,aborto,mundo,uniao-europeia,polonia,europa,
Fotogaleria
Manifestantes bloquearam ruas em Varsóvia, capital da Polónia Reuters/AGENCJA GAZETA
extremadireita,aborto,mundo,uniao-europeia,polonia,europa,
Fotogaleria
Reuters/AGENCJA GAZETA
extremadireita,aborto,mundo,uniao-europeia,polonia,europa,
Fotogaleria
EPA/SZYMON LABINSKI

Dezenas de milhares de polacos saem às ruas desde a passada quinta-feira, desafiando o Governo e as restrições impostas devido à covid-19, em protesto contra a decisão do Tribunal Constitucional que considerou que o aborto em casos de malformação do feto é ilegal, uma decisão que pode levar a que a interrupção da gravidez na Polónia seja praticamente impossível.