A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria: Mostafa Anwar Swapan - Estranha forma de vida, gazal em português, fado de Amália Rodrigues

O que é novamente preciso é conversar, discutir saudavelmente, ler, ver filmes, andar quilómetros a pé para os digerir, exercitar os interiores ricos, cheios de curiosidades e perguntas. Trazer para a mesa vinhos diferentes e novas abordagens, não falar sobre vírus e políticas, mas antes, arriscar, motivar, surpreender.

A primeira vez que fui ao restaurante Boi-Cavalo foi para gravar uma receita de um livro do Alfredo Saramago sobre Lisboa, que reflectia muito o que seria uma gastronomia lisboeta numa cidade cheia de influências e aberta ao mundo. A receita era um coração de porco, cravejado de cravinhos. Agora, voltando lá com o Mostafa Anwar, gravámos um fado da Amália, Estranha forma de vida, numa transposição do género lírico gazal para português. E é isso que colocamos em cima da mesa, o que é a cultura portuguesa afinal? 

Em tempos de isolamento social devido ao surto do novo coronavírus, Tiago Pereira, fundador do projecto A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, começou a convidar artistas de todo o país a filmarem-se a tocar uma canção — é A Música Portuguesa a Gravar-se a Ela Própria. E também os filma à janela. O P3 partilha regularmente estes vídeos.

Sugerir correcção