Governo é o mais pessimista da zona euro sobre efeito económico da crise

Governo projecta no OE um valor para o PIB de 2021 que é, entre os países na zona euro, o que fica mais distante dos níveis pré-crise. Um custo económico pesado num cenário em que o défice previsto até é um dos mais moderados da zona euro.

Foto
daniel rocha

Com a sua previsão de um valor do PIB de 2021 ainda 3,6% abaixo do registado em 2019, o Governo português é, em toda a zona euro, aquele que está a prever um impacto económico mais negativo da presente crise no conjunto deste e do próximo ano. Algo que não impede o executivo de ser também, em conjunto com outros países com dívida pública elevada, um dos que estão a apostar em fazer regressar os indicadores orçamentais mais rapidamente aos níveis anteriores aos da pandemia.