Subir o salário mais baixo do Estado para 658 euros custaria 24 milhões

Até agora, o Governo apenas se comprometeu a aumentar o salário mais baixo da função pública consoante o que vier a ser decidido para o salário mínimo do privado. Em causa estarão 100 mil funcionários públicos. Sindicatos dizem que não aceitam.

Foto
João Leão, ministro das Finanças, apenas promete aumentar salários de 14% dos funcionários públicos Daniel Rocha

Uma subida dos salários mais baixos da função pública para que estes atinjam o nível do novo salário mínimo nacional, o único aumento que o Governo se disponibilizou até agora a oferecer em 2021, pode custar ao Estado um valor próximo de 24 milhões de euros. É um esforço orçamental menor do que o deste ano, mesmo quando a proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2021 tem um reforço previsto das despesas com pessoal de 822 milhões de euros, valor que será usado na sua maioria em progressões e novas contratações.