Flintstones: a família moderna da Idade da Pedra faz 60 anos

A 30 de Setembro de 1960 estreava uma das séries de animação mais conhecidas de sempre. 60 anos depois, os Flintstones continuam a agitar Bedrock, depois de vários remakes e filmes em dezenas de países.

REUTERS/David McNew
Fotogaleria
REUTERS/David McNew

Foi há 60 anos que Fred Flintstone, na sua túnica laranja, gritou pela primeira vez a mítica expressão "Yabba Dabba Doo!". A série "Os Flintstones" estreou às 20h30 do dia 30 de Setembro de 1960 na estação americana ABC e as histórias das famílias na Idade da Pedra, usando secadores e carros movidos a dinossauros e roupas de felino rapidamente fizeram furor, apesar do pouco rigor histórico.

Durante décadas, a família Flintstone protagonizou a série de animação mais vista do mundo, acabando por perder o trono em 1989 para outra família americana, essa mais moderna: os Simpsons. A série foi passando por vários remakes e alguns filmes, com crescentes melhorias na produção, e nunca desapareceu completamente, continuando a ser emitida até aos dias de hoje.

A premissa para os Flintstones é simples: imaginar a vida no século XX, adaptada a uma altura onde a tecnologia devia resumir-se a bater em pedras para fazer fogo. Fred Flintstone, a sua esposa, Wilma, a filha Pebbles, e o dinossauro de estimação, Dino, iam a cinemas drive-in num carro feito de troncos e a fast-food da moda eram costeletas de brontossauro.

Havia também espaço para paródias de conhecidas marcas. As câmaras fotográficas eram as "Polarock" (jogando com as icónicas Polaroid), os pianos os "Stoneway" (da reputada marca de pianos Steinway) e a torneira para lavar os pratos era operada por um mamute.

As histórias na cidade de Bedrock podem não ser tão vistas como antigamente, mas certamente nunca serão esquecidas. Hoje em dia os Flintstones ainda podem ser vistos em plataformas de streaming, como a Amazon Prime.

Hélio Carvalho

Na Bulgária, em Omurtag, um exemplo do alcance dos Flintstones: uma estação de serviço foi construída à imagem do cenário da série
Na Bulgária, em Omurtag, um exemplo do alcance dos Flintstones: uma estação de serviço foi construída à imagem do cenário da série REUTERS/Stoyan Nenov
REUTERS/Stoyan Nenov
No parque da Warner Bros. World, em Abu Dhabi, há carros semelhantes aos da série de animação
No parque da Warner Bros. World, em Abu Dhabi, há carros semelhantes aos da série de animação REUTERS/Christopher Pike
reuters/rose prouser
A família Flintstone também é muito concorrida em festas de disfarces. Este casal posou com o seu cão num Halloween para cães, no México
A família Flintstone também é muito concorrida em festas de disfarces. Este casal posou com o seu cão num Halloween para cães, no México REUTERS/Daniel Becerril
Joseph Barbera, um dos fundadores do lendário estúdio de animação Hanna-Barbera, criou com William Hanna os "Flintstones" e outras séries famosas, como "Scooby-Doo", "Tom e Jerry", entre outros.
Joseph Barbera, um dos fundadores do lendário estúdio de animação Hanna-Barbera, criou com William Hanna os "Flintstones" e outras séries famosas, como "Scooby-Doo", "Tom e Jerry", entre outros. Reuters/Fred Prouser
Sugerir correcção