politica,ministerio-negocios-estrangeiros,diplomacia,25-abril,angola,republica-democratica-congo,
Investigação - Transição para a democracia no MNE (VI)

À primeira expulsão, Mobutu deu-lhe 24h para sair. À segunda, deu-lhe 72h

Em 1975, o almirante Rosa Coutinho diz que o Presidente Mobutu “é um ladrão” e começa a saga que acabou com o diplomata António Monteiro expulso do Zaire duas vezes em seis meses. História contada na primeira pessoa e sexto e último “episódio” da série “Transição no MNE”.

Quando chega a Kinshasa para o seu primeiro posto no estrangeiro, António Monteiro é um jovem diplomata de 27 anos e número três da missão portuguesa. O Zaire cortou as relações com Portugal há cinco anos, mas permitiu a abertura de uma “secção de interesses” portugueses na embaixada de Espanha.