Porto tenta apanhar o pelotão das cidades amigas das bicicletas

As intervenções para a criação de uma primeira rede estruturante de vias cicláveis já começaram junto à Boavista. Utilizadores prometem ajudar o município a corrigir eventuais erros de um projecto que aguardavam há muito.

bicicletas,transito,local,porto,ambiente,transportes,
Foto
As obras começaram em Gonçalo Sampaio, junto ao mercado do Bom Sucesso

O Porto tem carros a mais nas ruas? As horas de ponta com o pára-arranca, e a impaciência das buzinadelas dizem que sim. Os atrasos nos autocarros, atascados entre automóveis, dizem que sim. E os poucos utilizadores de bicicleta, que se sentem inseguros com o tráfego automóvel, e com a falta de infra-estrutura dedicada, dizem que sim. Daí a expectativa com que está a ser encarado o início da construção da primeira rede ciclável da cidade, uma malha que o município classifica como “estruturante” e que, independentemente dos acertos de que venha a necessitar, é visto como um bom princípio de conversa por quem há muito pedia que isto acontecesse.