Kim Kardashian aborda doença bipolar de Kanye West, que é “brilhante, mas complicado”

Comentários da mulher do cantor surgem depois de uma onda de críticas nas redes sociais contra West, provocada por comentários sobre a sua família e pela sua campanha presidencial.

Kim e Kanye estão casados desde 2014. Foi a primeira vez que Kardashian abordou a doença do marido
Foto
Kim e Kanye estão casados desde 2014. Foi a primeira vez que Kardashian abordou a doença do marido Reuters/Danny Moloshok

A estrela de reality shows Kim Kardashian pediu esta quarta-feira que fosse dada compaixão e empatia pelo marido, rapper e candidato presidencial americano, Kanye West, por este sofrer de doença bipolar. Durante o início da sua campanha para Presidente dos Estados Unidos, Kanye falou descoordenadamente sobre política e sobre o seu casamento, o que provocou uma chuva de críticas nas redes sociais e nos media americanos.

Kardashian publicou um comunicado no Instagram, em que abordou pela primeira vez a doença do marido e como esta tem afectado a família do cantor. “Como muitos de vocês sabem, o Kanye tem doença bipolar. Eu entendo que o Kanye esteja sujeito a críticas por ser uma figura pública e as suas acções, por vezes, podem causar fortes opiniões e emoções. Ele é um homem brilhante, mas complicado”.

Kanye West anunciou a sua candidatura oficial para Presidente dos Estados Unidos no início do mês e organizou o primeiro comício esta semana. O produtor está agora em várias lutas legais para tentar que o seu nome figure nos boletins de voto, já que anunciou a candidatura demasiado tarde.

A mulher do rapper fez uma série de “histórias” no Instagram, depois de uma noite de tweets em que Kanye disse que estava a tentar divorciar-se de Kim Kardashian, com quem tem quatro filhos e está casado desde 2014. O tweet foi imediatamente apagado.

No início da semana, Kanye também contou que a sua família tentou que entrasse numa clínica psiquiátrica.

O cantor e produtor anunciou que era bipolar em 2018 e afirmou que a medicação afecta a sua criatividade; em 2016, Kanye West foi internado numa clínica para tratamento psiquiátrico.

Nas “histórias” no Instagram, Kardashian procurou alertar para as dificuldades de lidar com alguém que tem doença bipolar e não é menor de idade, contando que “aquelas que compreendem doenças mentais ou comportamentos compulsivos sabem que a família é impotente”.

Kim Kardashian admitiu ainda os comportamentos de Kanye nem sempre condizem com o que este sente e aponta que a doença “não reduz ou invalida os seus sonhos e a sua criatividade” e disse que o marido era um “génio e, como todos já testemunhamos, os seus grandes sonhos concretizam-se”.

Sugerir correcção