Governo exige controlar dinheiro injectado na TAP

Depois do aval de Bruxelas às ajudas à TAP, o ministro das Infraestruturas diz que “só fica a faltar” o sim dos accionistas privados, que têm de aceitar a “monitorização” sobre o uso do dinheiro. TAP tem de ser reestruturada.

Foto
O ministro Pedro Nuno Santos espera que a TAP consiga escapar a uma "reestruturação excessiva" LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, voltou esta quarta-feira a colocar pressão sobre os privados da TAP, para que aceitem as condições impostas pelo Estado para salvar a transportadora aérea do colapso.

Sugerir correcção