Futuro da CP entre o aumento de dívida e as ajudas públicas da covid-19

Empresa perdeu 20 milhões de euros por mês devido à crise do Covid e está com os cofres vazios. Governo aponta ao endividamento, mas Comissão Europeia autoriza ajudas estatais.

Foto
Governo esteve presente na reabertura das oficinas de Guifões da CP, a 15 de Janeiro deste ano. Nelson Garrido

“Se há para a TAP, por que não há para nós?”. Esta tem sido umas das frases mais ouvidas na CP, desde a administração aos sindicatos, a propósito da dramática situação financeira a que a empresa chegou devido à quebra na procura motivada pelo confinamento.