Agricultura
Miguel Manso

Parte da produção da campanha histórica de azeite ainda está nas tulhas

O bloqueio do fluxo turístico e a suspensão da actividade hoteleira e restauração deixaram os pequenos e médios olivicultores de norte a sul do país sem poder escoar o azeite. Os grandes produtores no Alqueva receiam a acumulação de stocks em Outubro.

Depois da corrida ao armazenamento de produtos “essenciais”, da vida em quarentena que impôs mudanças nos hábitos de consumo, o sector oleícola vive o período da incerteza: o de saber que desafios terão de enfrentar num futuro imediato com a emergência de uma outra “normalidade”.