Maioria dos investimentos na ferrovia não vai aumentar velocidade dos comboios

Projectos do Ferrovia 2020, em que estão a ser gastos 2000 milhões, são pensados sobretudo para o transporte de mercadorias e não contemplam a diminuição dos tempos de trajecto dos comboios de passageiros, mantendo as mesmas velocidades de há 20 anos.

Foto
NELSON GARRRIDO

A Infra-estruturas de Portugal prevê um investimento de 32 milhões de euros para modernizar a Linha do Algarve, que até já tem sinalização automática e está electrificada num pequeno troço entre Tunes e Faro. O objectivo é electrificá-la na sua totalidade, mas entre Tunes e Lagos esta “modernização” vai deixar os comboios a circular à velocidade máxima de 90km/hora, tal como há 60 anos.