Música

A Música Portuguesa, à Janela, a Gostar Dela Própria: Abel Carvalho - Cesteiro e tocador de harmónica

Os tempos são cruciais. É preciso enaltecer a humanidade me todos nós. Respeito muito as opiniões diferentes, as diferentes formas de ver. Cresci a emocionar-me com a liberdade, com o que foi conquistado em Abril. Os tempos mostravam valores em que acreditávamos, que nos davam ganas de lutar por eles. Ainda hoje tenho essa força de luta em mim. Mas, de vez em quando, gravo pessoas, elas falam da sua infância, dizem que o tempo era mau, que eram pobres, que saíam de noite para vender cestos com 7 ou 8 anos e andavam com eles às costas uma noite inteira, mas eram alegres e agora não há alegria nenhuma. Fico sempre dividido em pensamentos, mas as memórias afectivas deles e as suas nostalgias ditam o que pensam. E não é que digam que no tempo deles é que era. Normalmente, é sempre da alegria que falam. E não tinham rádio, nem televisão, nem Internet. Tinham-se a eles próprios e a uma gaita, quando havia.

Em tempos de isolamento social devido ao surto do novo coronavírus, Tiago Pereira, fundador do projecto A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, começou a convidar artistas de todo o país a filmarem-se a tocar uma canção — é A Música Portuguesa a Gravar-se a Ela Própria. Agora também os filma à janela. O P3 partilha regularmente estes vídeos

Sugerir correcção