Universidades tentam evitar fraudes e falhas nos exames à distância

Câmaras ligadas, browsers bloqueados e avaliações orais por videoconferência são algumas das soluções arranjadas pelas instituições de ensino superior para substituir os exames presenciais. Mas há alunos preocupados com a privacidade e ligações de Internet instáveis.

internet,educacao,sociedade,escolas,ensino-superior,universidades,
Fotogaleria
Hammad I Mohammed/Reuters
internet,educacao,sociedade,escolas,ensino-superior,universidades,
Fotogaleria
Unsplash
internet,educacao,sociedade,escolas,ensino-superior,universidades,
Fotogaleria
Unsplash/Changbok Ko

Foi só à terceira que Joana Costa, 23 anos, conseguiu chegar ao fim de um teste online da faculdade sem percalços. A primeira prova de avaliação à distância foi difícil de fazer com a professora a interromper constantemente os alunos para fazer comentários (“liguem as câmaras”, “lembrem-se do tempo”, dizia). O segundo ficou por fazer, com a ligação da Internet da estudante a cair pouco depois do início.