Trump diz estar a avaliar retomar parcialmente contribuição para a OMS

Donald Trump tinha anunciado em Abril que iria suspender o financiamento dos EUA para a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Estados Unidos
Foto
Donald tem sido um das vozes mais criticas à actuação da OMS LUSA/Stefani Reynolds / POOL

O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse, no sábado, que está a considerar retomar parcialmente a contribuição dos Estados Unidos para a Organização Mundial de Saúde (OMS), que suspendeu em Abril.

“Uma das várias hipóteses que estamos a considerar é pagarmos 10% do que temos estado a pagar durante muitos anos, colocando-nos ao nível da contribuição, muito mais baixa, da China”, escreveu Trump no Twitter.

“Ainda não tomámos uma decisão final. Todos os fundos estão congelados”, acrescentou.

Os Estados Unidos cancelaram a sua contribuição para a OMS depois de Trump criticar a forma como a organização geriu a pandemia de covid-19 e acusá-la de ceder às pressões da China.

Até agora o maior contribuinte para a OMS, os Estados Unidos davam anualmente 400 a 500 milhões de dólares à organização, entre contribuições obrigatórias e voluntárias.

Os Estados Unidos são nesta altura o país mais afectado pela pandemia, com 87.493 mortes e mais de 1,4 milhões de casos de infecção, segundo números de sexta-feira.

O estado de Nova Iorque é o grande foco de coronavírus no país, com 345.813 casos confirmados e 27.841 mortes, números equivalentes aos de França e de Espanha, abaixo apenas do Reino Unido e de Itália.

Surgido em dezembro na China, o SARS-CoV-2 já infetou 4.549.100 pessoas em todo o mundo, pelo menos 307.321 das quais morreram, segundo um balanço de hoje da agência AFP.

Sugerir correcção